quarta-feira, 17 de novembro de 2010

RECEBÍ POR E-MAIL

"Li um texto cujo título é Suicídio Saudável. O título pode parecer estranho, mas esse autor colocou alguns elementos que me fizeram pensar. Ele propõe uma troca – ao invés de matarmos nossos sonhos, nossas esperanças, nossos amores, nossos desejos talvez fosse mais interessante matarmos todas as coisas que impedem que tenhamos sonhos, realizações, esperanças, alegria, amor e paz. Realmente seria tão mais lógico e sensato matarmos todos os dias esse desamor que nos impede de ser feliz. Algumas pessoas se atolam em dívidas por inúmeras razões e depois pensam na morte como alternativa. Nesses casos deveríamos matar os sentimentos, a impulsividade que nos levam a ficarmos cheios de dívidas e não querermos mais viver. Outras sofrem muito com o final de um relacionamento e também pensa na morte como solução. Nesses dois casos e mais inúmeros outros, a alternativa escolhida é correta – a morte, mas o enfoque deve ser mudado. É natural e necessária a morte de tudo o que não nos serve mais. A impulsividade, a “baixa auto-estima”, o medo, a dor, o sofrimento. Seria maravilhoso se tivéssemos a capacidade de regeneração necessária para uma vida plena e melhor. O suicídio, a morte pode realmente ser uma solução.
Alguns podem pensar que não existe amanhã porque sofremos na infância, todas as coisas foram difíceis e pelo menos 100 mil outras razões. Convém lembrar que todas as pessoas possuem histórias de vida muito semelhantes. Não existe um caso sequer de indivíduos que tenha nascido sem o estigma da dor. Todos nós, em menor ou maior grau sofremos sejam por dívidas, por relacionamentos, por medo, por doença. Todos sem exceção. A diferença pode ser apenas na forma como as pessoas lidam com a morte diária. Alguns fazem a opção de matar o melhor de si mesmo e assim transforma-se em indivíduos amargos. Outros decidem lutar e derrotar o pior de si mesmo e esses se tornam vencedores de um mundo constantemente em mutação.


A morte não é o fim de tudo, mas pode significar um novo começo quando decidimos nos livrar de tudo que atrapalha nosso crescimento e impede que enxerguemos a aurora de um novo amanhecer.

Fátima Pacheco"

terça-feira, 9 de novembro de 2010

RECEBÍ POR E-MAIL

Feliz Primavera!

Clique no vidro da janela abaixo e espere um pouco.
Após aparecer uma segunda janela, dê um clique na mesma,
arrastando o cursor do mouse pela tela toda - como se fosse um pano seco.
O Inverno se vai e a Primavera chega, junto com os pássaros e beija-flores....